Parque Nacional Terra do Fogo

Localizado à beira do Canal de Beagle e a 11 km de Ushuaia, foi criado em 1960 com o objetivo de proteger a fauna e flora da região. Possui uma geografia que combina montanhas, bosques, rios, lagos, ilhas e mar.

Paisagem exuberante nos seus 63 mil hectares é habitat para aves, raposas, coelhos e castores. Além de espécies vegetais como lenga, calafates, orquídeas e violetas.

Há várias trilhas com diferentes níveis de dificuldade e tamanhos. No extremo sul da Cordilheira dos Andes, faz divisa com o Chile e é lá que está o final da Rota Nacional Nº 3.

Na entrada do parque há um centro de informações onde pagamos o ingresso e recebemos um mapinha informando sobre as principais trilhas. De lá o motorista nos deixou à margem da Bahia Ensenada, de onde após tirarmos várias fotos, seguimos para o início da “Senda Costera”.

Apenas um quarto de toda a área do Parque está aberto ao público. Ali se podem ver diversos tipos de aves, patos aquáticos, gansos, pica-pau, além de guanacos, lebres, raposas e castores.

A Senda Costera é uma trilha de 7 km, de média dificuldade. Durante a caminhada ora passávamos por beira de praias, ora por dentro de bosques, em meio a uma vegetação variada, onde predomina a lenga, com terras um pouco alagadas e superfícies com musgos.

Ao longo do percurso paramos diversas vezes para tirar fotos, encontramos uma família de patos que ao nosso movimento correram para a água; uma toca com lebres e aves sobrevoando a Bahia.

Descansamos algumas vezes, pois a trilha tinha pedaços íngremes. Ao final, saímos à beira da estrada e tínhamos gasto cerca de cinco horas no total.

Um pouco cansados seguimos a pé (menos o André que foi de taxi) em direção a uma confeitaria onde tomamos um lanche e segundo Lúcia, saboreou a melhor torta de morango da vida dela. Eu fiquei com uma deliciosa salada de frutas.

*Foto da Lu Akemi

Como chegar
O acesso é feito por estrada, em ônibus regulares ou de agências de turismo, taxi ou coletivos(van) .
Um das formas pitorescas de se chegar é tomando o trem Ferrocarril Austral Fueguino, conhecido como o Tren del Fin del Mundo, um trem turístico que parte da Estación del Fin del Mundo. Este trem é uma réplica do “trem dos condenados”, que levava os apenados para os campos de trabalho na região.
Nós fomos e voltamos de micro-ônibus. O último chegou às 20 horas. E antes de deixarmos o Parque, fomos até a Bahia Lapataia, onde tiramos o famoso retrato do final da RN 3.

Add Comment

Required fields are marked *. Your email address will not be published.