Bogotá

A capital colombiana surgiu em 1538 sobre uma planície a 2.600 m.s.n.m. e hoje, como quarta metrópole da América do Sul, é uma cidade moderna e democrática. Bogotá é fria, mas apenas no termômetro, seu povo é alegre e educado. Surpreende com o seu planejamento urbano e transmite segurança (a polícia está presente nas ruas mais movimentadas).

Não se pode dizer que seja uma bela cidade, mas como porta de entrada para o país tem os seus atrativos. Resquícios dos tempos coloniais estão no bairro da Candelária, pois um levante em 1948 destruiu boa parte do patrimônio. É onde se concentra a maior parte das atrações turísticas da cidade.

A Praça Simon Bolívar guarda as origens da história da cidade. Lá se encontram os edifícios mais importante, a Catedral, Capilla del Sagrado e o Palacio Arzobispal (alinhados).

Catedral do século 19

Em torno da praça estão também o Congresso (Capitólio Nacional), a Prefeitura e o Palácio da Justiça.

Uma caminhada pelas ruas do bairro já permite uma amostra do que é a cidade: o passado com o seu casario colonial, mesclado ao presente.

… um presente vibrante, marcado por um trânsito agitado, artistas de rua, protestos políticos e populares, policiamento ostensivo, llama caminhando pela rua,venda de minutos de ligação por celular, gente para lá e para cá…

Um pouco mais ao norte, na Carrera 7,  está a Igreja de San Francisco,  a mais antiga igreja de Bogotá, erguida em 1567. Muito simples no seu exterior, mas com um magnífico altar em ouro (1622).

Mais em frente chega-se à Calle 16 e em frente ao Parque Santander está o Museo del Oro, visita imperdível.

Próximo à Praça Bolivar, na Calle 11 se encontra o Complexo Cultural Banco de La República, cujo espaço abriga o Museo Botero, Casa de La Moneda, galerias de arte, espaço para exposições e café.

Com a reurbanização a cidade ganhou uma Zona Rosa, com bares, restaurantes de categoria internacional, hotéis e shoppings. Outra área que se destaca pelos sofisticados restaurantes é a Zona G.

E assim é Bogotá com uma vida noturna animada, mas também preocupada com a qualidade de vida de seus moradores, com vários parques e uma ampla rede de ciclovias (cerca de 120 km). Mas como em toda grande cidade sul-americana, há a área dos bairros pobres, que se localiza ao sul da cidade.

Para apreciar Bogotá do alto a atração é o Cerro Monserrate. Com seus 3.100 metros de altura, da montanha se tem magníficas paisagens da cidade.

Um passeio interessante para quem dispõe de um pouco mais de tempo na capital é uma visita à Catedral de Sal, em Zipaquirá, cerca de 50 km de Bogotá.

Como uma das maiores cidades sul-americanas, possui um trânsito caótico. No entanto foi implantado um sistema público de locomoção que tem melhorado a mobilidade urbana – o Transmilenium.

 

Add Comment

Required fields are marked *. Your email address will not be published.